sexta-feira, 8 de abril de 2011

Um e outro

Faça sua pausa
E um sorriso distante
Me algeme por uma lágrima
Me prenda por um instante

Jogue-o todo fora,
um edifício bem construído,
Só por não ser belo
Não te dar completo abrigo

Abandone minh'almas
Em água ou em chama
Uma é distante
A outra é insana


2 comentários:

  1. Quanta vontade de ler várias vezes e citar pr'os quatro cantos...

    ResponderExcluir